segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Especial Melhores edições BBB - BBB 8

Big Brother Brasil 8 foi a oitava temporada do programa de televisão Big Brother Brasil, apresentada por Pedro Bial e dirigida por José Bonifácio Brasil de Oliveira, o Boninho. A edição foi exibida de 8 de janeiro a 25 de março de 2008, e terminou com a vitória do músico Rafael Ribeiro, o Rafinha, que foi premiado com um milhão de reais. A final quebrou o recorde de votos desta edição, com 75.637.402 milhões de votos, chegando a derrubar o site do programa por alguns minutos em razão do alto tráfego, dando empate na hora do encerramento da votação e tendo a produção do programa que adiar em um minuto a mais o recebimento dos votos, para dar o desempate.

Novidade: Paredões triplos

 Esta edição inaugurou os paredões triplos, onde três pessoas eram passíveis de eliminação no paredão. Foram seis paredões triplos no total: os que eliminaram Alexandre, Thalita, Bianca, Fernando, Felipe e Juliana.


Introdução do Big Fone: 


A razão pela qual esta terceira pessoa era inserida no paredão também foi uma novidade da temporada: o Big Fone. Neste, quando o telefone da casa tocava, o participante que atendesse poderia ser colocado no paredão, indicar um participante ao mesmo, ganhar prêmios ou até prendas para serem cumpridas.


A mais rejeitada da edição: 


Jaqueline foi a mais rejeitada da edição 8. Foi a primeira eliminada com incríveis 87% dos votos perdendo para Gyselle que obteve apenas 13% dos votos.





A que mais foi em paredões: 

Gyselle foi a recordista de paredões nessa edição, ao todo esteve em 6 paredões. Voltou de todos indo para a grande final ao lado de Rafinha.


A Final bombástica: 

A Final foi de apenas 2 brothers, sendo eles Gyselle Soares contra Rafinha. Foi uma votação recorde da edição que terminou com a vitória acirrada de Rafinha com 50.15% dos votos. Gyselle foi a segunda colocada com 49.85% dos votos do público.










Nenhum comentário:

Postar um comentário